A terra é plana!, por Frei Betto

 

Resultado de imagem para terraplanismo
Homem de fé que sou, e ainda mais mi­neiro, sempre des­con­fiei dessa ci­ência in­flu­en­ciada pelo mar­xismo. Se a Terra fosse re­donda e gi­rasse em torno do pró­prio eixo, no mí­nimo de­ve­ríamos sentir ton­turas. Esse pre­con­ceito contra o ge­o­cen­trismo de Pto­lomeu de­corre dos ma­lé­volos con­ceitos pau­lo­frei­ri­anos as­su­midos por Co­pér­nico e Ga­lileu. Eles ado­taram o prin­cípio mar­xista de que o lugar so­cial de­ter­mina o lugar epis­tê­mico, e ao re­tirar os pés da Terra para fixá-los no Sol, in­ven­taram a te­oria do he­li­o­cen­trismo. Ora, basta er­guer os olhos ao céu e cons­tatar que o Sol gira em torno da Terra, caso con­trário não ha­veria dia e noite.

Não há nada de ana­cro­nismo quando acuso Co­pér­nico e Ga­lileu de in­fluência mar­xista. Nosso chan­celer, Er­nesto Araújo, já de­mons­trou que as te­o­rias de Marx, tão per­ni­ci­osas, pre­cedem o pró­prio Marx, pois, se­gundo ele, o “mar­xismo cul­tural glo­ba­lista” teve como marco ini­cial a Re­vo­lução Fran­cesa.

Outro ab­surdo pre­ten­sa­mente ci­en­tí­fico, que es­pero ser cor­ri­gido pela Es­cola sem Par­tidos, é a te­oria de que nós, seres hu­manos, des­cen­demos dos sí­mios. Somos des­cen­dentes di­retos de Adão e Eva! Está na Bí­blia! De­cor­remos da Cri­ação di­vina, e não desses ma­cacos que se de­pen­duram com o rabo nos ga­lhos, en­quanto des­cascam ba­nanas com as mãos.

Sim, sei que Adão e Eva ti­veram dois fi­lhos ho­mens, Caim e Abel. O fato de es­tarmos aqui se ex­plica porque ao menos um deles transou com a mãe. Con­tudo, na época o in­cesto ainda não era pe­cado. No má­ximo, um mal ne­ces­sário, como hoje a li­be­ração de armas de fogo para a de­fesa da vida.

O mar­xismo é como essas par­tí­culas de po­eira que flu­tuam no ar e são vistas apenas quando forte in­ci­dência de raio solar atra­vessa à nossa frente. Toda a nossa cul­tura, em es­pe­cial a his­tória e a arte, está con­ta­mi­nada pelo mar­xismo. Afirmar que Moisés li­bertou os es­cravos do Egito é pura ide­o­logia. Não havia es­cravos às mar­gens do Nilo, havia servos. E o grande feito de Moisés não foi li­bertar es­cravos, e sim abrir ca­minho para os he­breus, em terra seca, entre as águas do Mar Ver­melho (que, de fato, era ocre, mas a in­fluência co­mu­nista…).

Não existe Es­tado laico. Há que se de­finir, ou é de Deus ou é do diabo. É pura ide­o­logia co­locar a ci­ência acima da fé e afirmar que o Es­tado é laico em uma nação cristã.

Já que o su­per­mi­nis­tério da Eco­nomia já sabe como re­duzir o de­sem­prego, e os pro­blemas de saúde podem en­con­trar cura na igreja da es­quina, faz bem o go­verno em li­berar, como pri­meiro grande gesto da nova gestão, a posse de armas! O Es­tado pre­cisa conter gastos e a se­gu­rança pú­blica é one­rosa. Me­lhor que cada ci­dadão se de­fenda como puder!

E se uma cri­ança acessar a arma do pai?, in­dagam mães pre­o­cu­padas. Ora, es­cla­rece o mi­nistro, arma é menos pe­ri­gosa que li­qui­di­fi­cador. No en­tanto, não se co­gita des­cartar esse ele­tro­do­més­tico. O que faltou ao mi­nistro ex­plicar é que, como o nome do apa­relho alerta, li­qui­di­fi­cador, além de tri­turar tenras mão­zi­nhas, é uma arma in­de­lével, fica a dor…

Ora, chegou a hora de dar um basta nessas ide­o­lo­gias ne­fastas que con­fundem a ca­beça do povo. O po­li­ti­ca­mente cor­reto é ci­en­tí­fica e te­o­lo­gi­ca­mente in­cor­reto.

 

Frei Betto

As­sessor de mo­vi­mentos so­ciais. Autor de 53 li­vros, edi­tados no Brasil e no ex­te­rior, ga­nhou por duas vezes o prêmio Ja­buti (1982, com “Ba­tismo de Sangue”, e 2005, com “Tí­picos Tipos”)

Frei Betto

 

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*