” ALIMENTADOR DO MECANISMO DA CORRUPÇÃO  2 “, por Celi Gonzales e Francisco Cesar Barros

ALIMENTADOR DO MECANISMO DA CORRUPÇÃO  2 –

CRENÇAS LIMITANTES

PNL PROGRAMAÇÃO NEURO LINGUÍSTICA criada pelo psicólogo Richard Bandler,e por John Grinder, professor adjunto de linguística. Combinando os respectivos conhecimentos de computação e linguística, junto com a habilidade para copiar comportamentos não verbais, desenvolveram uma “linguagem de mudança” – A modelagem do comportamento humano.

Somos frutos de informações recebidas em todos os relacionamos desde que chegamos ao mundo, muitas vezes repetidas cotidianamente e acompanhadas de fortes apelos emocionais, gerando assim um conjunto de crenças sobre quem somos, o que merecemos, o que podemos, etc…   Apesar disto, a grande e boa notícia é que podemos REMODELAR o nosso olhar para todas estas questões e, consequentemente projeta-lo para alcançar o sucesso. Uma das maiores revelações da PNL foi sobre as crenças limitantes que definem os resultados para as nossas vidas.

Isto significa que em qualquer fase poderemos reformatar nosso mind set e, a partir do “diagnóstico” do que esteve travando nossos passos até o momento, é possível formar novos modelos mentais mais positivos, fortes, saudáveis e efetivos nas suas projeções.

Constatadas quais crenças limitantes guardamos (dependendo das interpretações que fizemos dos fatos), partiremos para avaliar a gravidade deste padrão e onde eles limitam os espaços a que teríamos direito no Universo (por conta das crenças formadas), geralmente atuando de forma auto sabotadora. A auto sabotagem é um dos processos mais dissimulados que vivemos, pois estará sempre mascarado por um bom e convincente argumento. Embora pareça lógico e até mesmo óbvio que todos queremos e temos direito à riqueza, ao amor, à paz, etc, agimos como se a felicidade fosse algo reservado à uma minoria e a nós caberia escolher uma ou outra coisa, pois temos mais certezas dos limites do que da possibilidade de termos tudo que a vida oferece. Por esta razão, a expressão crença limitante é literal, na prática, e cria uma cultura e inconsciente coletivo que nos leva a escolhas menores e muitas vezes até infelizes.

Um exemplo disto é a postura diante dos erros descarados na nossa classe política.  Caso tivéssemos noção mais ampla dos direitos sociais de cada cidadão, exigiríamos atuação ilibada de quem nos representa, em qualquer âmbito.

Numa inversão de valores, nós os tratamos com respeito, deferência e até “medo”, dado a crença de que eles podem agir como bem entendem, considerando serem os maiores representantes da tal classe privilegiada pela vida.

Esperamos pouco dos políticos, do estado, da nação.  Expectativas baixas de quem acredita que merece pouco.

Não desejamos nada muito grandioso em termos de retorno dos impostos que pagamos com o nosso suor.  O que nos oferecem, reduzido ao mínimo e não poucas vezes, ao indigno ao ser humano, combina com as fortes crenças limitantes do nosso povo e é tido como razoável, natural, normal. Quem questiona ou reclama é tido como revoltado, agressivo ou até fora de contexto.

Se as crenças limitantes produzem ações auto sabotadoras ou inércia no nosso universo micro, como esperar que nos organizemos e tenhamos força para dizer: BASTA!  Merecemos coisa melhor!

Celi Aparecida Gonzales

*    Palestrante nos temas: PNL, Excelência no Atendimento, Inteligência Espiritual

 *    Consultora de processos e programas de qualidade pela empresa APOIO SOLUÇÕES CORPORATIVAS

 *    Gerente de Compliance e Potencialização de Líderes na empresa New House Gestão Estratégica em Lançamentos Imobiliários

 *    Diretora e docente do Instituto New House

 *    24 anos de experiência na área de Consultoria de Negócios do Varejo

 *    Coautora do livro FUNCIONÁRIO PRODUTIVIDADE ZERO.

 

Francisco Cesar Barros

*   Engenheiro Químico

*   Palestrante dos temas “Vendas e Atendimento ao Cliente”

*   Consultor nas áreas de: Vendas, Produtividade, Atendimento ao Cliente, Perdas e Desperdícios

*    Escritor –  Autor dos livros “Seja um Caçador de Tesouros” e “Funcionário Produtividade Zero”

*   Biógrafo empresarial e pessoal  

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*