Últimas

Anunciado investimento de meio milhão de reais em novo museu

Compartilhe

Comtur tem encontro com o prefeito Daniel Alonso e avalia ano de conquistas no setor

 

Em Marília, turismo de negócios e turismo pedagógico-científico trazem impactos econômicos

Integrantes do Comtur (Conselho Municipal de Turismo de Marília) foram recebidos pelo prefeito Daniel Alonso, na manhã desta quinta-feira, dia 12, para reunião de balanço e avaliação do setor, dos resultados das políticas públicas e ações de fomento em 2019.

O encontro contou também com a presença do presidente do Conselho Municipal de Cultura, Antônio Aparecido Primo; dos secretários municipais Nelson Mora (Trabalho, Desenvolvimento e Turismo), Márcio Spósito (Chefe de Gabinete), Cássio Luiz Pinto Júnior (Administração) e do presidente da Câmara Municipal, vereador Marcos Rezende.

O prefeito Daniel Alonso reiterou o compromisso de apoiar as ações do Comtur, planejar de forma conjunta e avançar em projetos que estão em desenvolvimento. “A área do turismo envolve uma imensa gama de negócios. Os mais conhecidos são hotelaria e alimentação, mas é importante lembrar que muitos outros segmentos também são beneficiados”, disse.

O presidente do Conselho, Gilberto Rossi, destacou que a participação de Marília na lista de municípios de interesse turístico (MIT) do governo do Estado de São Paulo, com acesso a recursos para aplicação em projetos específicos, vai exigir ainda mais sintonia entre a administração municipal e o Conselho.

“A reunião foi solicitada pelo Comtur, com vistas a apresentar o panorama geral das ações do Conselho neste ano e já encaminhar outras providências que se fazem necessárias para o ajuste do planejamento de trabalho”, disse o presidente.

AVALIAÇÃO

A partir do próximo ano, Marília já será avaliada pela quantidade e a qualidade das ações apresentadas no projeto que proporcionou o credenciamento, bem como, pelo cumprimento dos itens que constam do Plano Diretor de Turismo. O documento é a base de todas as ações futuras e já foi aprovado pela Câmara Municipal.

Rossi destacou que os projetos previstos podem ser flexibilizados, de acordo com o tempo de execução e a disponibilidade de recursos para aquela etapa, porém devem ser mantidos dentro do plano de execuções projetadas.

MIRANTE DA VIA EXPRESSA

Um exemplo prático dessa flexibilização foi a decisão conjunta do Comtur e da Prefeitura de adiar a construção do mirante na Via Expressa.

Com a verba inicial do MIT, estava prevista a construção da primeira fase do mirante e também a modernização do Museu de Paleontologia, para receber visitantes com mais conforto.

Novas vitrines iluminadas, painéis ilustrativos nas paredes laterais, sistema de som e de ar condicionado nos ambientes, réplicas de dinossauros na área interior e no jardim frontal tornarão o museu mais interativo e atrativo para os visitantes.

O presidente do Comtur explica que os projetos foram alvo de estudos aprofundados e orçamentos, quando foi verificado que o valor inicial não seria suficiente para execução das duas obras, ao mesmo tempo.

“O mirante é uma obra muito grande e exige mais investimentos, pois será preciso preparar o terreno, fazer sondagem para as fundações, projeto paisagístico que inclui praça urbana e iluminação para permitir visitação noturna, entre outras necessidades”, mencionou.

NOVO MUSEU

Com essa realidade orçamentária, o Conselho e a Administração Municipal concordaram em aplicar os recursos, integralmente, no projeto do museu. O valor é de R$ 495.056,74, com repasse do estado (Dadetur) no valor de R$ 395.930,91 e contrapartida da Prefeitura no valor de R$ 99.125,83.

A decisão, baseada em responsabilidade administrativa, adia o sonho do Mirante para uma próxima oportunidade de investimento.

“Na avaliação dos conselheiros, o Museu já reúne fatores que prevaleceram na decisão, dentre eles, o bom fluxo de visitantes devido à localização central e a vizinhança com o Teatro Municipal, a breve inauguração das instalações da Cultura no prédio tradicional e o notório reconhecimento nacional e internacional do acervo e do trabalho das pesquisas do paleontólogo Wiliam Nava”, explicou o presidente do Comtur.

DEMANDAS

O secretário Nelson Mora e o presidente do Conselho, Gilberto Rossi, apresentaram ao chefe do Executivo algumas demandas para o próximo ano.

Entre as principais, destaque para o cumprimento das diretrizes previstas no Plano Diretor de Turismo e estruturação da equipe técnica da secretaria de Turismo.

Também foi solicitado ao município estudo da viabilidade de abertura do museu de paleontologia nos finais de semana, com pessoal capacitado para recepcionar e orientar os visitantes, bem como ampliação da publicidade para divulgação do município como destino de turismo de eventos e negócios, com o slogan “Marília, uma cidade pronta para você!”.

Foto: Ivan Evangelista Jr


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*