Últimas

Artigo: “Brasil mostra tua cara”, por Gustavo Perez Pereira Andrade

Compartilhe

Gustavo Perez Pereira Andrade

 “Foi por amor o assassinato da flor”, parafraseando podemos dizer que o genocídio da pandemia é justificado pela “salvação da economia”, da economia dos lucros exorbitantes dos bancos, do capital financeiro. Cada fala e sua justificativa moral, cada ato e sua explicação na ponta da língua. Mas não há perdão para o genocídio!! Não há perdão !!

Há perdão para carteirada? Talvez para o tráfico de influência, quiçá até para a corrupção, só não há perdão para quem permite que seu povo, sua gente, seus compatriotas queridos, amigos e notórias figuras públicas fiquem doentes e que no auge da sua juventude nos deem o adeus!!

Poderia agora falar das nossas matas, ou quem sabe escrever sobre nosso futuro, mas este não existirá sem julgamento dos culpados desta política catastrófica de saúde pública.

O vírus é biológico, mas a doença é social, pois é a periferia quem está mais vulnerável, é nela que faltam moradias adequadas, os insumos para enfrentar a pandemia, água, comida, etc. Do mesmo modo que os bairros periféricos carecem de infraestrutura adequada para enfrentar a corona vírus, também precisam dela nossas escolas estaduais.

Mas tudo continua como antes, o novo normal é a velha ordem!! Quem pode ter acesso a médicos e toda infraestrutura hospitalar está a salvo, quem não pode, deve contar com a própria sorte ou quem sabe apelar a fé. Como sempre as escolas foram deixadas por último no pacto emergencial, nada de reformas, nada de adequação de infraestrutura.

O Brasil não quer heróis, não!! O Brasil quer seus filhos vivos, a pátria deve sonhar e lutar, porque debaixo do sol do meio-dia os cicerones buscam o ganha pão na cidade maravilhosa! Nunca é demais dizer que não há testagem em massa!! Que a quarentena e o uso de   máscaras foram as soluções economicamente mais baratas e que não frearam a doença!! Mas ainda há esperança, sonhar e esperar dias melhores, pois como dizia o poeta: “O Brasil vai ensinar o mundo /A convivência entre as raças / Preto, branco, judeu, palestino/ Porque aqui não tem rancor / …O Brasil tem que aprender com o mundo / O Brasil vai ensinar ao mundo. ”

Gustavo Perez Pereira Andrade, professor da Rede Estadual de Educação, Cientista Político graduado pela UNESP de Marília e membro do PT.

 


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*