“Coleta Seletiva: A responsabilidade é de todos!”, por Cassiano Rodrigues Leite

Compartilhe


O planeta agoniza em meio ao mar de lixo gerado pelo consumismo desenfreado e descartado de forma incorreta em locais que degradam nosso meio ambiente, contaminando o solo, o ar, as nascentes e todo lençol freático. A reciclagem destes materiais em muito contribuiria para a preservação ambiental, onde, além de evitar estes descartes irregulares, reduziria a extração de novos insumos para produção de matéria prima similar. Além disso, promoveria à inclusão social de catadores, que retiram da coleta seletiva a renda necessária para sustentar suas famílias.
Mas, se a coleta seletiva é tão importante, e traz tantos benefícios socioambientais, por que ainda não alcançamos este objetivo?
A população espera pelo poder público. O poder público alega falta de recursos. E tanto o meio ambiente quanto as famílias que necessitam destes trabalhos ficam em meio a essa discussão que nada resolve, uma vez que a responsabilidade é de todos! Todos usufruímos do meio ambiente! Quem causa queimadas, por exemplo, sofre os mesmos danos que os demais sofrem. O ar também se torna poluído para ele. Então, o que precisamos é de coletividade. Consciência ambiental. Que as pessoas entendam a importância da participação individual no tema, e façam sua parte enquanto cidadãos, inclusive, cobrando ações daqueles que governam, para que estes também assumam suas responsabilidades enquanto gestores públicos.


Em Marília, por exemplo, temos, ao menos, 3 cooperativas de catadores de materiais recicláveis: Cotracil na zona sul, Recicla Marília na zona norte e ReciclArt com pontos móveis em diversos bairros do município. Além disso, a cidade dispõe de ecoponto que recebe materiais recicláveis e reutilizáveis. Os empresários da cidade possuem parceria com alguma destas cooperativas para realizar o descarte ambientalmente correto de seus resíduos e colaborar com estas famílias cooperadas? Você, cidadão, já entrou em contato com alguma delas, para saber se realizam a coleta em seu bairro, e, caso não estejam realizando, qual o motivo, e como você poderia ajudar para que estes trabalhos cheguem até seu bairro? O meio ambiente é responsabilidade de todos! O poder público deve, sim, participar destes trabalhos, mas, se a população não desenvolver a consciência ambiental necessária, de nada adianta a implantação, uma vez que segregar os materiais depende única e exclusivamente de cada um de nós, individualmente, em nossas casas e comércios.

Recolher através de cooperativas, promove a inclusão social de famílias que sobrevivem destes trabalhos. Apoiar através da Educação Ambiental e estruturar estas cooperativas é responsabilidade do poder público. Portanto, cada um precisa fazer sua parte para que, juntos, tenhamos a coleta seletiva na cidade, de forma participativa, inclusiva e responsável, o que, consequentemente, nos proporcionará uma cidade mais limpa e com melhor qualidade de vida. Uma pequena ação local, que certamente resultará em um grande impacto global.


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*