Últimas

Artigo: “O assunto mais comentado da semana…”, por Drª Vivian Coutinho Cavalcante

Compartilhe

 

Drª Vivian Coutinho Cavalcante*

Falemos sobre a tão comentada Reunião Ministerial.
O vídeo em si é um show de palavras chulas, falta de decoro, ataque as instituições e Poderes, Ministro querendo se valer do estado ocasionado pela pandemia para mudar leis ambientais, autoritarismo exacerbado, agressão a imprensa, um absurdo atrás do outro.
Mas ficou evidente que houve interferência na Polícia Federal com intenções que ainda não se pode concluir quais foram. Em um comentário posterior a divulgação do vídeo, o Presidente chega a afirmar que fez isso para evitar que a Polícia chegasse aos seus filhos, pois está sendo perseguido e provas poderiam ser implantadas. O que me questiono é: o direito à ampla defesa é absoluto. Resguardadas as questões das prerrogativas inerentes às funções que ocupam, ninguém pode se recusar a cumprir a lei, principalmente o Presidente da República.
Num primeiro momento, é precoce falar em crime. Contudo, muitas falas são preocupantes.
Chamo a atenção de vocês, leitores, quanto a fala do Presidente da República sobre armar a população. Vale lembrar que ele falava sobre armar a população para libertar da escravidão. A pergunta que deixo é: Será que ele conhece, já viu de perto, algum caso de escravidão ou análogo? Creio que não!
Muitos saem do norte e nordeste e viajam para outras regiões acreditando em promessas de um futuro melhor, em condições de vida para seus familiares que convivem, muitas vezes, com a fome e a escassez de recursos. E sabem o que muitos encontram por aqui? Salários miseráveis, pessoas que vendem produtos necessários à sobrevivência por valores absurdamente altos, e acabam “endividados e presos” nas mãos dos chamados “gatos”, sem, sequer, conseguir voltar para sua terra. E ainda não mencionei o fato de que muitos vivem em condições precárias de saneamento, sem qualquer dignidade ou respeito enquanto seres humanos que são.
E lhes pergunto, caros leitores, uma arma os salvaria dessas condições? Obviamente, NÃO! Muitos têm acesso à armas muito mais facilmente do que nós. E, ainda que eles ceifassem a vida de quem lhes faz mal, em legitima defesa de sua vida, permaneceriam sem dinheiro, sem emprego, sem ter como voltar para sua terra ou como ajudar no sustento de sua família.
Portanto, o que salva os indivíduos e os liberta da escravidão, é a EDUCAÇÃO e a IGUALDADE DE OPORTUNIDADES.
 *Doutora Vivian Coutinho Cavalcante
Pós graduanda em Processo Civil pela LFG
Secretária de Relações Institucionais da JPSDB-SP
Advogada da área de Família e Sucessões, Infância e Juventude e Criminalista

Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*