Artigo: “Parque Linear, Pontes verdes e VLT (Veículo Leve sobre Trilhos)”, por Gustavo Perez Pereira Andrade

Compartilhe

Legenda: Foto VLT na cidade de Barcelona

A ideia do parque linear não é uma ideia contrária ao retorno dos trens, mas complementar, uma vez que aproveitaríamos a margem do terreno, no entorno dos trilhos para o plantio de árvores.

No lugar do rebaixamento da linha férrea de alto custo, propomos o aproveitamento do relevo acidentado de Marília para o rebaixamento das ruas paralelas a ferrovia, através da escavação de tuneis por onde o trânsito da cidade prosseguiria seu percurso sem ser interrompido.

O trajeto da ferrovia e do parque sobre os tuneis estariam preservados, acima dos mesmos e nas adjacências dos trilhos a camada asfáltica das antigas ruas cederia lugar a construção de pontes verdes por onde estaria assegurado o caminho de uma futura ciclovia, de pedestres e mesmo da nossa fauna, permitindo a passagem de mamíferos de pequeno porte, a exemplo do gambá.

No atual trajeto percorrido pelos trilhos há pequenos trechos em que a atual linha férrea, já está interligada sobre as ruas por meio de pequenas pontes que precisariam ser substituídas por novas estruturas que deveriam comportar a passagem da ciclovia e dos jardins suspensos, as chamadas pontes verdes.

Gustavo Perez Pereira Andrade

É preciso salientar que propomos anteriormente em concomitância com a criação do parque linear a implantação do VLT (Veículo Leve Sobre Trilhos), também conhecido como metrô de superfície. A fim de viabilizar este meio de transporte sugerirmos a criação de uma Companhia Pública para administrar o transporte de passageiros, a mesma viria a existência através da criação de um consórcio intermunicipal agrupando as cidades de Marília, Pompeia, Oriente, Garça e Vera Cruz.

Enfim se contrapor a lógica do rodoviarismo, do transporte individualista, do conceito de cidade “selva de pedra e concreto” é propor uma nova cidade cujos os valores prezem a coletividade e a democratização dos espaços públicos.

https://www.gazetadopovo.com.br/haus/estilo-cultura/pontes-verdes-garantem-que-animais-atravessem-estradas-com-seguranca/#:~:text=Pontes%20verdes%20garantem%20que%20animais%20atravessem%20estradas%20com%20seguran%C3%A7a&text=Com%20a%20constru%C3%A7%C3%A3o%20de%20estradas,tentam%20atravess%C3%A1%2Dlas%20corre%20risco.

https://g1.globo.com/rj/regiao-dos-lagos/noticia/2018/12/19/primeiro-viaduto-vegetado-construido-em-rodovia-federal-pode-ajudar-a-salvar-mico-leao-dourado-no-rj.ghtml

https://www12.senado.leg.br/emdiscussao/edicoes/mobilidade-urbana/planejamento/vlt-bonde-volta-moderno-e-mais-rapido

https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/futuro-das-cidades/o-que-mudou-nas-cidades-brasileiras-que-implantaram-o-vlt-f3baauxpudqeafgfdrsysopfw/

http://www.gazetavirtual.com.br/vlt-na-avenida-celso-garcia/vlt-barcelona-vagner-landi/

Gustavo Perez Pereira Andrade, professor da Rede Estadual de Educação, Cientista Político graduado pela UNESP de Marília e membro do PT.


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*