Associações Comerciais definem estratégias para 2020

PLANO DE FORTALECIMENTO

Associações Comerciais definem estratégias para 2020

A Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) dará início ao Plano de Fortalecimento (Pfor) da rede. O plano começará a ser aplicado a partir deste ano, segundo o vice-presidente da federação, no centro-oeste paulista, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Marília, Adriano Luiz Martins, que participou da última reunião do ano passado, quando detalhes do plano foram apresentados. “Este plano oferecerá condições econômicas e estruturais para que as associações comerciais menores possam crescer e se desenvolver, a partir de dois eixos de atuação: melhoria no desempenho dos serviços oferecidos pela associação comercial, por meio da rede da Facesp, e a defesa institucional dos interesses dos empreendedores locais”, anunciou o representante da diretoria paulista na região.

De acordo com o presidente da Facesp, Alfredo Cotait Neto, a ideia que deu origem ao plano tem algumas premissas básicas a serem seguidas pelas associações comerciais interessadas. “Primeiramente, este projeto de fortalecimento vai ajudar as associações pequenas, aquelas que tenham potencial e gestão para se desenvolver, e segundo, vai motivar a associação comercial grande, e terceiro, faremos com que os gestores e os presidentes se integrem ao papel e aos objetivos da federação”, detalhou o dirigente paulista que vem trabalhando neste plano nos últimos meses, a ponto de ir pessoalmente em algumas sedes de associações comerciais do interior para conhecer a realidade local.

Segundo Alfredo Cotait Neto todos os objetivos do plano vão convergir na missão principal da Facesp, para qual ela foi criada: “o fortalecimento do associativismo”. “Somente seremos fortes, se estivermos unidos e engajados”, afirmou o presidente da Facesp, que vem conversando pessoalmente com cada presidente de associação comercial existente em São Paulo neste sentido. “O plano está sendo elaborado pelo superintendente-geral da Facesp, Natanael Miranda dos Anjos, que criou um grupo para discussões pontuais que ajudará bastante na evolução e discussão dos detalhes”, explicou o dirigente da Facesp, bastante confiante no sucesso do plano. O grupo criado é composto por quatro vice presidentes: João Carlos Cheade (RA 19 Franca); Francisco Carlos Júlio Pinghera (RA 11 Ribeirão Preto); Antonio Carlos Parise (RA 14 São José do Rio Preto); e Ricardo Anderson Ribeiro (RA 17 Presidente Prudente). “Duzentas e quarenta e quatro associações comerciais existem no Estado de São Paulo, de um total de 420 entidades, que são consideradas pequenas e, assim, poderão ser diretamente beneficiadas”, apontou o presidente.

CONVENÇÕES E CONTRAPARTIDAS – As associações comerciais atendidas pelo plano estão distribuídas em todo o Estado. Cinco macrorregiões foram criadas. A primeira etapa de implantação prevê a realização de convenções, uma em cada macrorregião. “As convenções contarão com palestras e ações de fomento e estímulo ao desenvolvimento das associações comerciais, especialmente, as de pequeno porte”, disse. “Também daremos ênfase aos produtos e aos serviços da rede Facesp e a parte institucional”, adiantou Natanael Miranda dos Anjos, ao lembrar que para fazer parte do plano, contrapartidas serão exigidas como: o preenchimento do Programa de Desenvolvimento Organizacional (PDO); estar adimplente com a Facesp e com a Boa Vista SCPC, e utilizar serviços da Boa Vista SCPC. “O Plano de Fortalecimento da Rede Facesp será apresentado por completo no começo deste ano”, avisou Adriano Luiz Martins.


LEGENDA – Alfredo Cotait Neto, presidente da Facesp, anuncia o Plano de Fortalecimento para as associações comerciais

Compartilhe
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
Instagram

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*