Últimas

Auto Papo, por Glauco Toth

Compartilhe

Sistema de arrefecimento

A partir do momento em que é dada a partida no carro, uma série de processos acontecem para que ele comece a funcionar. Com tantas explosões decorrentes da queima do combustível que dá ” vida ao motor “, as temperaturas nessa parte do veículo são altíssimas. Para que nenhum componente derreta e comprometa o funcionamento do automóvel, o sistema de arrefecimento que é composto por bomba d’água, válvula termostática, reservatório, radiador, aditivo, sensor de temperatura e ventoinha, entra em ação.

Para evitar que problemas relacionados ao sistema de arrefecimento afetem o carro, é necessário estar com as manutenções em dia.

Uma das dicas mais importantes é a de não colocar somente água no reservatório do sistema. A mistura de água desmineralizada e aditivo é essencial para que não haja danos aos componentes.

Uma vez por semana, verifique o nível do líquido no reservatório. Se estiver muito baixo, pode ser que haja algum vazamento. Porém, não abra a tampa do componente de forma alguma se o veículo estiver ligado ou logo após ter ficado em funcionamento.

Portanto, fica a dica: atenção total ao sistema de arrefecimento para evitar surpresas desagradáveis como, por exemplo, um super aquecimento e consequentemente uma retífica do motor. É muito mais prático e menos dispendioso prevenir do que remediar.

Fonte: site : carrodegaragem.com

  


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*