COLUNA ACONTECE SAÚDE

NEUROVIRORES:

qual a próxima?

Cristiane Nascimento Soares Pereira, coordenadora do Departamento Científico de Neuroinfecção da Academia Brasileira de Neurologia não se arrisca a cravar um palpite seco sobre qual será a próxima neurovirose a alarmar nosso País. Mas garante que não está descartada a hipótese de retorno de uma dessas epidemias dos vírus que já estão aí – chikungunya ou zika –, mas para uns três anos.

“Há ainda o risco de epidemia do vírus do Oeste do Nilo, já presente nos Estados Unidos com grande incidência”, comenta ela. “No Brasil, houve casos isolados em animais e um em humano. Mas está circulando”.

Sobre o quadro atual, Cristiane conta que o vírus zika se mantém estável em relação ao ano passado. Quanto ao chikungunya, boa notícia: a diminuição do número de casos em doze meses foi de 36%.

Por outro lado, a dengue aumentou absurdos 300% no Brasil, no período, conforme dados do próprio Ministério da Saúde. “Não chega a ser epidemia ainda, mas é preciso ficar de olho”, pondera.

Bagagem

Cristiane considera que o médico brasileiro aprendeu bastante sobre os efeitos do zika pós-epidemia. Aliás, frisa que o zika é um flavivírus e, assim como os outros flavivírus, como o vírus da dengue, pode gerar alteração no sistema nervoso tanto periférico como central:

no periférico, causa síndrome de Guillain-Barré; já no central, causa encefalite.

“Aprendemos também que é necessário prestar muita atenção nas crianças, inclusive em relação ao período neonatal, em virtude das malformações que podem ocorrer.

Foi um ensinamento importante e devemos ter consciência de que as crianças podem ter comprometimento grave”, conclui a neurologista.

ESPAÇO MÉDICO Congresso de Qualidade em Serviços da Saúde

 Acontece em 26 e 27 de setembro, na sede da Associação Paulista de Medicina, na cidade de São Paulo, o XX Congresso Brasileiro de Qualidade em Serviços de Saúde. Já estão confirmadas as presenças do professor emérito Dario Birolini, da Faculdade de Medicina da USP, de Antonio D’Aguiar, presidente Associação Brasileira de Medicina Preventiva e Administração em Saúde, entre outros experts. Saiba mais em apm.org.br

Música em Pauta 

Considerado tradição e atividade presente na agenda cultural de São Paulo, a Associação Paulista de Medicina (APM) promove mais um recital de música instrumental com os relevantes nomes do cenário nacional e internacional.  Pela terceira vez o evento recebe a soprano brasileira Carmen Monarcha, responsável por levar o melhor da música brasileira ao exterior e ovacionada pela crítica.  Em 25 de setembro, às 20h30, acontece o “Minha Voz, Minha Vida”  para celebrar os 20 anos de carreira da artista. Acompanhada pelo consagrado pianista Daniel Gonçalves, os artistas apresentarão clássicos compositores nacionais e internacionais. Mais informações em apm.org.br

 

 

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*