COMÉRCIO VAREJISTA Associação Comercial: suspende mensalidade e faz explicações

A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Marília está atenta aos acontecimentos da pandemia contra o Covid-19 que paralisou o comércio varejista em geral no Mundo, e vem tomando medidas gradativas e pontuais para assessorar a classe empreendedora. A partir do mês de Abril todos os associados da entidade mariliense estão com as cobranças de mensalidades suspensas nos próximos 60 dias, e as 16 horas desta quarta-feira, serão oferecidas explicações sobre o comportamento do empresariado frente a crise estabelecida contra a proliferação do vírus. “Não podemos ficar parados e nem esperar as coisas acontecerem”, disse Adriano Luiz Martins que tem se dedicado constantemente a troca de ideia, captação de informações e orientações específicas para serem repassadas aos empresários em geral.

Compreendendo a situação delicada que todos os empresários passarão, as mensalidades dos meses de Abril e Maio serão suspensas, facilitando a permanência dos associados frente a entidade, principalmente quanto a utilização dos oito serviços gratuitos em que o associado tem disponível na entidade como são os casos de: Clube do Associado, Connect Acim, Campanhas Promocionais, Escola de Negócios, Programa Empreender, Melhores de Marília, Departamento Jurídico e Acim Educa. “Os serviços que são medidos de acordo com a utilização, continuarão com a cobrança proporcional”, disse o superintendente da associação comercial em Marília, José Augusto Gomes ao colocar o número telefônico (14) 99702-7146 a disposição dos associados interessados para mais informações sobre o assunto.

Como a incerteza é grande e a instabilidade econômica e política por parte do Governo Federal são elevadas, a diretoria promoverá nesta quarta-feira, dia 25, as 16 horas, na sede da entidade, um esclarecimento na página do Instagran da entidade, sobre as principais e viáveis medidas a serem tomadas neste momento de incertezas, quanto a questões trabalhistas e empresariais. “Será uma excelente oportunidade para os associados tirarem dúvidas quanto a questionamentos, principalmente no relacionamento entre empregadores e empregados”, disse Adriano Luiz Martins, que convocou a advogada Maria Regina Borba, para auxiliar na exposição ao vivo, no Instagran da entidade. “Queremos mostrar que existem caminhos sem desespero e que o momento é de cautela sem histeria”, falou ao apontar a informação como sendo o principal instrumento para se tomar a decisão mais correta para o momento.

As 10 horas, também nesta quarta-feira, dia 25, na sede da entidade, acontecerá uma reunião virtual entre os presidentes de associações comerciais e diretores executivos, envolvendo as 19 associações comerciais do centro-oeste paulista, filiadas a Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp), quando serão discutidas orientações padronizadas a serem repassadas aos associados, como é o caso dos ofícios as Prefeitura Municipais e as concessionárias de energia elétrica, de água e de esgoto. “Os ofícios solicitam a suspensão dos tributos municipais. Uma medida temporária, mas fundamental”, disse Adriano Luiz Martins, atual vice-presidente da Facesp. “Será uma medida padrão que pode ser adaptado pela associação local para que atenda as peculiaridades de cada sistema tributário municipal”, acrescentou o dirigente que acredita na pro atividade antes do problema.

LEGENDA – Adriano Luiz Martins quer assessorar o empresariado mariliense de como agir neste momento delicado da economia

Compartilhe
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
Instagram

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*