Delegada de Polícia é atacada nas redes sociais por não prender agressor de advogada

Sindepol repudia ataques contra delegada do caso envolvendo advogada agredida

Procedimento adotado pela titular da Deam no caso que ganhou repercussão nacional está correto, diz nota

Foto: Reprodução

O Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Goiás (Sindepol) divulgou neste sábado, 5, uma nota repudiando os ataques sofrido pela titular da Delegacia Especializada no atendimento à Mulher (Deam), Ana Elisa Gomes Martins. A delegada tem sido alvo de ofensas devido à repercussão do caso envolvendo a advogada Luciana Sinzimbra que foi agredida pelo ex-namorado, Victor Junqueira.

Nas redes sociais, a conduta da titular da Deam tem sido questionada pelo fato do agressor não ter sido preso. No entanto, o Sindepol reafirma que, “todos os procedimentos adotados por Ana Elisa foram corretos”. Leia a nota na íntegra:

NOTA DE DESAGRAVO

O SINDICATO DOS DELEGADOS DE POLÍCIA DO ESTADO DE GOIÁS (SINDEPOL) repudia os recentes ataques desferidos por internautas nas redes sociais contra a DELEGADA ANA ELISA GOMES MARTINS, titular da DELEGACIA ESPECIALIZADA NO ATENDIMENTO À MULHER (DEAM).

Internet não é território sem lei onde são permitidos posts ofensivos e declarações difamatórias. Todos os procedimentos adotados pela DELEGADA ANA ELISA, no caso da advogada Luciana Sinzimbra – agredida pelo ex-namorado, o piloto Victor Junqueira – foram corretos.

O SINDEPOL se solidariza com a titular da (DEAM) e reafirma que seriedade, independência e profissionalismo são marcas inequívocas do seu excelente trabalho.

Goiânia, 5 de janeiro de 2019.

Sindicato dos Delegados de Polícia do Estado de Goiás (SINDEPOL).

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*