DIRIGENTES DO COMÉRCIO DE BASTOS CONTESTAM DECISÃO DE DÓRIA E EMPAREDAM GOVERNADOR : NINGUÉM PENSA NA ECONOMIA, SÓ NA SAÚDE DAS PESSOAS ?

Compartilhe

PANDEMIA COVID-19

Associação Comercial alerta para paralisação e “fake news”


LEGENDA – Celso Roberto Gomes atento ao pronunciado do Governador do Estado de São Paulo, João Dória. Nada mudou. Só prorrogou

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Bastos, Celso Roberto Gomes, acompanhou a apresentação do Governador do Estado de São Paulo, João Dória, no Palácio dos Bandeirantes, quando foi feito o anúncio da continuidade da reclusão domiciliar por mais 15 dias, agora com nova avaliação dia 22 de Abril, para término. “Isso é algo preocupante, afinal, ainda existem mais incertezas do que certezas”, disse o dirigente da associação comercial bastense, ao lembrar que o decreto estadual com a prorrogação da quarentena, será publicado na edição desta terça-feira. “Segundo o governador estadual, o decreto é o mesmo, só o período é que será prorrogado”, apontou em tom de preocupação, pois, havia a expectativa de uma flexibilização no modelo de quarentena, que não foi anunciado. “Era algo que o empresariado esperava”, disse o dirigente de Bastos.

Ao acompanhar o pronunciado do Governador do Estado de São Paulo, Celso Roberto Gomes notou a preocupação com a saúde pública, diante dos gráficos, das estatísticas, das projeções e dos dados apresentados em exaustão. “Em nenhum momento foi mostrado o impacto econômico desta medida”, acrescentou o dirigente em tom de preocupação, diante do que vem conversando com empresários da cidade de Bastos. “O Governador mostrou firmeza, embasamento técnico e rigor político”, apontou ao lembrar das explicações sobre a fiscalização a ser feito em empresas e a população em geral que desrespeitarem o decreto a ser apresentado. “A Polícia Militar vai agir e coibir o desrespeito ao decreto que vale para todo o Estado de São Paulo”, enfatizou João Dória, que não atendeu uma solicitação da Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo (Facesp) que pedia a flexibilização e o encerramento da quarentena na terça-feira, dia 07.

Celso Roberto Gomes percebeu que está existindo muitos desencontros de informações e que o comerciante precisa tomar muito cuidado. “Com a comunicação fácil existente hoje em dia, muita gente diz o que quer sem qualquer embasamento”, alertou ao sugerir a captação de informações de veículos de comunicação conhecidos e estruturados. “Não aceitem informações de pessoas e sim de órgãos da imprensa constituída”, sugeriu ao colocar a Associação Comercial e Industrial de Bastos, dentre as fontes confiáveis de informação. “Qualquer dúvida, ligue para a associação comercial que podemos confirmar qualquer tipo de informação”, avisou ao colocar os telefones da entidade a disposição do empresariado: (14) 3478-1020 ou então pelo número (14) 99880-0969.

Outro aspecto que o presidente da associação comercial de Bastos percebeu na exposição do governador paulista, foi quanto a determinação do decreto. Segundo João Dória todo o Estado de São Paulo está de quarentena, sobrepondo qualquer decreto municipal. “Isso quer dizer que nada podemos fazer e sim o Governo do Estado de São Paulo”, falou ao conversar com inúmeros empresários que pedem soluções locais para o caso. “A função da associação comercial é assessorar o empresariado”, definiu ao lembrar que ações neste sentido estão sendo feitos. “Não temos o poder da decisão e sim da assessoria, ajudando o empresário neste momento delicado que estamos atravessando”, frisou ao sugerir alternativas de vendas eletrônicas, e principalmente atividades de drive thru e delivery. “Algumas atividades comerciais são consideradas essenciais e estão em funcionamento”, avisou.


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*