Dois policiais são presos após pedirem propina a motorista na Grande SP

Joel Silva/Folhapress
ARUJA, SP, BRASIL- 05-07-2017 : Posto da policia rodoviaria Federal fechado no Km 198 da Rodovia Dutra em Aruja. PRF suspende patrulhamento e fecha postos nas estradas por falta de verba.. ( Foto: Joel Silva/Folhapress ) *** *** ( ***EXCLUSIVO FOLHA***)
O crime ocorreu na rodovia Dutra, na altura de Santa Isabel (a 61 km de São Paulo)

AMANDA GOMES
DO AGORA

Dois policiais rodoviários federais foram presos em flagrante, na última segunda (7), sob suspeita de pedir propina para não multar um motorista. O caso aconteceu no município de Santa Isabel (61 km de SP), mas os policiais foram detidos em São José dos Campos (97 km de SP).

De acordo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal), o motorista, um vendedor de 33 anos, trafegava pela via Dutra quando foi abordado pelos policiais. Eles pediram a habilitação dele e verificaram que estava vencida.

O vendedor contou à reportagem que os policiais falaram que iriam multá-lo em R$ 1.490. O motorista disse que não sabia que a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) estava vencida, mas que poderia ser multado. O policial informou que se ele pagasse R$ 500 não iria multá-lo.

Após negociação, o vendedor conseguiu diminuir para R$ 400 e disse que iria sacar a quantia em um caixa eletrônico. Inconformado com o pedido de propina, resolveu fazer um vídeo mostrando a numeração das notas. Ele também gravou o acordo.

“A ideia do vídeo foi algo que senti no meu coração pensando em fazer minha parte”, disse o vendedor.

Ele voltou ao local marcado pelos policiais e entregou o valor. Após ser liberado, o vendedor ligou para o número de emergência da PRF e o caso foi para a corregedoria. O motorista e os agentes da corregedoria conseguiram encontrar os policiais na cidade, porém o dinheiro não estava mais com eles. Os agentes do órgão fiscalizador foram até São José dos Campos, na base dos policiais, onde encontraram as notas escondidas atrás do armário dos suspeitos.

“Eu me senti lesado pelas autoridades que deveriam nos defender. Acho que fiz minha parte como cidadão.”

O caso foi registrado como corrupção passiva. O motorista foi multado por causa da habilitação vencida e terá que passar por curso de reciclagem.

OUTRO LADO

Em nota, a PRF reitera que não tolera nenhum tipo de desvio de conduta de seus servidores, “razão pela qual mantém um sistema correcional atuante e independente, que age com especial rigor e ênfase nos casos que envolvem possível corrupção de seus agentes”.

Felizmente, e como resultado de uma política de valorização e qualificação dos servidores, segue a PRF, os casos de policiais que se envolvem em casos de corrupção é ínfimo.

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*