Editorial : Marília está se tornando campeã em feminicídios ?

Editorial

A professora Elisabete, assassinada brutalmente pelo companheiro.

Logo, logo, ostentaremos mais esse titulo tantas foram as mortes de mulheres nos últimos anos, chocando nossa população.
Porém, não vimos 1 sequer passeata, 1 sequer movimentação nas ruas, todos silentes.
A indignação das redes sociais tem que ganhar as ruas, os gabinetes, chegar nas autoridades, para que se faça alguma coisa concreta.
Até quando nossas mulheres marilienses continuarão sendo assassinadas ?
À professora Elisabete Aparecida Ribeiro, nossa saudade eterna. E um grito de socorro que ecoe nos céus de Marília em seu nome.

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*