Encontro marcado pela emoção celebra abertura do “Agosto Dourado” em Marília

Encontro marcado pela emoção celebra

abertura do “Agosto Dourado” em Marília

Mães trabalhadoras que amamentaram fizeram relato emocionado; crianças cantaram, dançarina fez apresentação com filha no colo e bebês participaram de formatura simbólica

A Prefeitura de Marília, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, abriu nesta quinta-feira, dia 1 de agosto, a Campanha Agosto Dourado 2019 – Mês de Incentivo ao Aleitamento Materno. A emoção das mães, profissionais de saúde e dos voluntários marcou o encontro.

A iniciativa, coordenada pelo Banco de Leite Humano, na sede da Secretaria, teve depoimentos de mães trabalhadoras que amamentaram, apresentação de alunos da rede municipal, formatura simbólica de bebês e até dançarina do ventre com a filha no colo durante show.

Ao longo de todo o mês serão várias atividades para chamar a atenção da população para o aleitamento materno exclusivo (somente leite do peito) até os seis meses de vida. As mulheres com algum tipo de dificuldade, por desconhecimento ou motivos de saúde, devem procurar orientação e ajuda.

O leite da mãe é considerado um poderoso imunobiológico que nutre e alimenta. É a melhor receita para a saúde da mulher e do bebê, apontam pesquisas que atestam o impacto do aleitamento na vida da criança e do adulto.

Sociedade Brasileira de Pediatria e outras entidades especializadas recomentam a introdução de alimentos (papinhas de frutas, seguidas de receitas à base de legumes), a partir dos seis meses. Nesta fase, todas as mães que puderem, devem continuar oferecendo o peito até os dois anos, ou mais.

CAMPANHA

A abertura do “Agosto Dourado” contou com as presenças do secretário municipal da Saúde, Ricardo Mustafá; da supervisora do Banco de Leite Humano, enfermeira Sandra Domingues; da supervisora de Educação Básica Aline Talaveras, que representou o secretário municipal da Educação, Helter Rogério Bochi.

Também foi prestigiada por dezenas de servidores da Saúde, parceiros e apoiadores da campanha, como as diretoras de escolas da rede (Educação Infantil) e representantes de outras pastas municipais, como Assistência Social, Direitos Humanos e Cultura.

Participaram da abertura conselheiros do Comus (Conselho Municipal de Saúde), representantes de hospitais, dirigentes de associações e clubes de serviço, empresários, alunos e docentes das escolas técnicas estaduais Antônio Devisate (Marília) e Antônio Magliano (Garça).

Um grupo de 45 crianças do Infantil II (integral) da Emei Leda Casadei apresentou uma canção que emocionou os presentes. Em seguida, eles distribuíram pelo auditório um panfleto feito à mão, sobre o aleitamento, e homenagearam a supervisora do Banco de Leite com um “cartão gigante”.

Duas diretoras da rede municipal, que são mães, deram depoimento na condição de trabalhadoras que conciliaram a atividade laboral com a amamentação. Como fator determinante, conforme destacou a mãe e diretora Fabiana Cruvinel, está a lei municipal que garante às servidoras de Marília 30 minutos diários de “licença amamentação”.

Cinco mamães, que além de amamentar também são doadoras de leite humano, foram homenageadas com seus bebês. As crianças participaram de uma formatura simbólica, com direito a beca (incluindo o capelo) na cor dourada.

A solenidade terminou com uma apresentação da dançarina do ventre Juliana Breda, com a pequena Flora no colo. O momento artístico, por intermédio da Secretaria Municipal da Cultura, demonstrou a superação da mãe, trabalhadora, mulher que cuida, ama e amamenta.

Fotos: Júlio César de Carlis

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*