Fatec e prefeitura lançam curso para manejo de alimentos na feira

Prefeitura conquista parceria inédita com a Fatec e lança Projeto Boa Feira

Prefeitura conquista parceria  inédita com a Fatec e lança Projeto Boa Feira

Iniciativa começa a beneficiar, já na próxima segunda-feira, 50 feirantes de Marília

O prefeito Daniel Alonso, por meio da Secretaria Municipal da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, lançou uma parceria inédita com a Fatec – Faculdade de Tecnologia de Marília. A partir desta  próxima segunda-feira (12), com aula inaugural, o Projeto “Boa Feira” oferecerá cursos de manejo de alimentos para feirantes, visando segurança e qualidade.

Na quinta-feira (8), o secretário municipal Ricardo Cavichioli Scaglion recebeu os docentes da instituição e a equipe envolvida no projeto. Eles preparam detalhes da aula inaugural. Prontamente serão beneficiados 50 feirantes. A iniciativa tem o apoio do vereador Evandro Galete

O prefeito Daniel Alonso destacou a parceria. “Nossa gratidão aos professores e à direção da Fatec, que assinaram esse convênio com o município, através do curso de Tecnologia de Alimentos. Esse curso vai fortalecer e valorizar as feiras livres, gerar ainda mais qualidade, renda e um case de sucesso para Marília”, disse.

Após a divulgação entre os feirantes e a realização das matrículas, levantamento apontou que a faixa etária média dos futuros alunos do curso é de 40 anos, explica o professor Leandro Repetti, coordenador do projeto e docente da Fatec Marília.

“A grande maioria deles nunca teve a oportunidade de um contato tão próximo com uma instituição de ensino superior. Então, é algo novo, em um ambiente diferente, que irá fornecer uma importante ferramenta para que eles possam melhorar suas práticas de manejo e controle de qualidade, gerando benefícios para feirantes e consumidores”, disse.

EXTENSÃO COMUNITÁRIA

Com mais dois colegas docentes, monitores e alunos da graduação que atuarão como monitores, Leandro irá ministrar o curso de extensão comunitária em dois módulos: básico (de agosto a dezembro) e avançado (de fevereiro a junho).

“Quando iniciarmos o avançado, no início do próximo ano, já teremos liberadas mais 50 vagas (há lista de espera), para início da segunda turma. A formação completa dentro da proposta do projeto ‘Boa Feira’ permitirá o curso em menos de um ano”, disse.

Os alunos e docentes da Fatec, conforme explica Leandro Repetti, também serão beneficiados. O projeto permite, por exemplo, campo de pesquisa para estudos relacionados a Tecnologia de Alimentos e também negócios. As aulas serão quinzenais, nos laboratórios da Fatec

SUPORTE

O secretário municipal da Agricultura relata que o município tem cerca de 400 feirantes, sendo que parte deles são também produtores. Em quase sua totalidade, trabalham com algum tipo de alimento, seja em estado in natura ou minimamente processados.

“O curso vai trabalhar boas práticas em manipulação e higienização, fabricação de produtos, exposição, conservação e também a venda. Haverá um selo aos alunos aprovados, que poderão usar como certificação em suas barracas, desde que mantenham os requisitos validados pelo Programa. Com isso, ganha o produtor, ganha o consumidor e também o Poder Público, que cumpre seu papel de fomentar o desenvolvimento”, destacou Ricardo Cavichioli.

Fotos: Júlio César de Carlis

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*