Fotos: Conheça a casa onde o papa ficará em visita ao Brasil

Em sua visita ao Brasil neste mês, o papa Francisco ficará hospedado em um quarto de 45 m² na residência oficial da arquidiocese do Rio, no alto da estrada do Sumaré, Rio Comprido (zona norte). Um dos pedidos do pontífice foi que o cômodo fosse semelhante ao que será utilizado pelos cardeais da sua comitiva.

O líder religioso vai participar da Jornada Mundial da Juventude, encontro internacional de jovens católicos que será realizado entre os dias 23 e 28 de julho na capital fluminense.

Além da cama de solteiro, existem poucos objetos no espaço: um crucifixo de madeira na parede, um cabideiro, uma poltrona de descanso de linho claro, uma mesa de escritório e um frigobar. Há ainda uma varanda com vista para a mata.

Fotos; Daniel Marenco/Folhapress

Outra suíte mais confortável, de 77,5 m² e com dois ambientes, foi oferecida ao papa. Como o pontífice ficará no espaço menor, a sala desse cômodo mais amplo ficará à disposição de todos os cardeais. No local há uma estante com livros de Dom Eugênio, entre eles um sobre o Rio de Janeiro.

O papa também abriu mão do papamóvel durante a sua estadia no Rio. Francisco usará um jipe, o mesmo utilizado na praça de São Pedro, em Roma. O motivo: quer tornar mais familiar o contato com os jovens.

PREPARATIVOS

O clima entre os envolvidos no preparativos é de inquietação. Responsável pela logística do local, a irmã Terezinha Fernandes, já recebeu o papa João Paulo 2º, em 1997. A casa também abrigou o pontífice em 1980.

“Tivemos mais tempo para os preparativos da outra vez. Desta vez está mais corrido e isso gera uma ansiedade”, afirma.

Na mesma propriedade da arquidiocese no Sumaré, um prédio anexo, o Centro de Estudos, vai abrigar outros integrantes da comitiva do Vaticano que acompanha o pontífice. Ao todo, são esperados 38 hóspedes.

As quatro irmãs que trabalham no Centro vão contar com a ajuda de mais 24 religiosas do Instituto Nossa Senhora do Bom Conselho e 20 funcionários, que irão se alternar em turno.

No cardápio, haverá pasteizinhos caseiros, pão de queijo, geleias, bolos e frutas. Também está previsto que sirvam churrasco. Uma comitiva do Vaticano acompanha os preparativos para manter a dieta do papa.

Segundo a irmã Terezinha, houve a preocupação de manter a simplicidade. “Sabemos que ele quer tudo igual para todos, com muita simplicidade”.

REFORMAS

A casa passou por reformas nos últimos três meses, com reparos elétricos, tubulação nova, pintura e uma revisão do telhado.

A residência foi construída na década de 50. A porta de acesso à casa pertencia a antiga igreja de São Pedro dos Clérigos, que ficava no centro do Rio. A igreja foi inaugurada em 1740 e demolida em 1944 para a construção da avenida Presidente Vargas, também no centro da cidade.

O local tem ainda mobília da década de 1950, feita de madeira nobre e estofamento de 1913.

Também foi feito um jardim interno. O projeto é uma homenagem ao papa e faz referência aos exercícios espirituais de Santo Inácio de Loyola, fundador da Companhia de Jesus, da qual o papa faz parte.

Por MARIANA SALLOWICZ, da Folha de S. Paulo

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*