Governo municipal critica em release, “falta de apoio de grupo político tradicional”, à sua gestão

Marília bate recorde de investimentos federais

e estaduais para a Saúde; pasta rebate fake

No total, valores pretendidos passam de R$ 4,2 milhões; mais de 1,1 milhão já foram pagos

 

Sem apoio de grupo político tradicional da cidade, a Prefeitura de Marília bate recorde de investimentos federais e estaduais atraídos para a área da saúde. No total, os valores pretendidos passam de R$ 4.204.970,00, entre o final de 2017 e o primeiro semestre desse ano. Deste total, R$ 1.102.800,00 já foram repassados ao Fundo Municipal de Saúde.

Ao contrário de informação falsa, publicada em redes sociais de forma irresponsável (fake news) nesta segunda-feira (9), a prefeitura mantém intenso fluxo de projetos e assinaturas de convênios para emendas parlamentares e atração de recursos de programas da União e do Estado para a Saúde.

Reproduzida a informação de maneira parcial e tendenciosa para induzir à população a erro, a publicação comparou os repasses já recebidos por Marília com outros municípios. A tela em exibição refere apenas a parte dos recursos.

Com articulação do prefeito Daniel Alonso, deputados de vários partidos, com domicílio eleitoral em Marília e municípios da região, e mesmo parlamentares de outras regiões que compreendem a importância de usar o mandato para atender às necessidades dos paulistas (independente de base eleitoral), já indicaram recursos para atender os marilienses na Saúde.

CONQUISTAS E PROJETOS

O montante liberado está carimbado para aquisição de três ambulâncias (simples remoção), no valor de R$ 80 mil cada; investimento de R$ 12,8 mil para o Caps (Centro de Atenção Psicossocial); aporte de R$ 200 mil para custeio de procedimentos de saúde, que o município já decidiu aplicar em cirurgias bucomaxilofaciais.

Também foram liberados R$ 50 mil para compra de um aparelho de Raio-X e R$ 160 mil para equipamentos de esterilização; dois combos odontológicos no total de R$ 50 mil, uma van para transporte de pacientes eletivos (sentados) para atendimento agendado e um veículo “Castramóvel”, para atendimento a animais, visando controle de zoonoses.

A Prefeitura já está iniciando os processos de licitação para uso dos recursos assegurados, enquanto acompanha análise técnica, para liberação de novas emendas e valores relativos a Programas do Estado e União.

SAMU

O cálculo (R$ 1,1 milhão já liberados) não computa as três ambulâncias recebidas do Programa de Renovação da Frota do Samu 192, que investiu R$ 528.858,00 no município neste primeiro semestre.

Os governos federal e estadual também investem em obras, como a construção de unidades de saúde, por meio de convênio, com contrapartida do município. Atualmente estão em construção as USFs Maracá, Palmital, Santa Paula/Marajó, Jardim América IV, além da reforma da UBS São Miguel (recursos próprios).

APOIO EM SP

Mesmo sem a representação política de grupo local histórico, Marília teve indicado em um único Programa do Estado, R$ 1 milhão em recursos para a Saúde, visando melhoria do custeio. A iniciativa é de parlamentar com base na região de Ourinhos e atuação em toda a região.

Depois de acabar com a espera de anos por cirurgia de catarata em 2017, o prefeito Daniel Alonso e a secretária Kátia Santana, em atenção à principal demanda, pretendem investir os recursos na especialidade de ortopedia.

 

Foto: Arquivo PMM

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*