Marcelo de Macedo: a história de um grande homem na vida de uma grande cidade faz muita diferença no futuro

Compartilhe

Marcelo de Macedo

 

O homem de bem você mede por sua história de vida, de superação, dos combates que enfrentou, das marcas que bateu, das metas alcançadas e não somente, mas também das dores que sofreu, das intempéries que a vida lhe impôs, entretanto, conseguiu com sua fibra, coragem, resiliência, transformar tudo em uma passagem de êxito e realizações, sem nunca perder a humildade, a simplicidade, a humanidade. Assim, é Marcelo de Macedo, o maior gestor que o Daem já teve em sua história. Saiba um pouco mais da sua trajetória pelo Departamento de Água e Esgoto da cidade para poder mensurar o alcance da sua capacidade visionária.

Mais água nas torneiras e esgoto tratado. Resultado: melhor qualidade de vida e saúde para a população. Esse é o resultado da gestão do ex-presidente do Daem,  Marcelo de Macedo.

Quando ele assumiu o Departamento, há cerca de três anos, a cidade produzia 1,2 milhão de litros de água por dia. Ao deixar o Daem, há três meses, a produção subiu para 3,8 milhões de litros de água tratada por dia. Problemas pontuais de desabastecimento, como queima de bombas, são rapidamente resolvidos.

Mágica? Não! Isso é fruto de trabalho e eficiência com planejamento e boa gestão, com apoio da equipe de administração e dos funcionários do Daem, que foram valorizados na gestão de Marcelo, com promoções por mérito e elaboração do plano de carreira da categoria, enviado à Câmara Municipal.

A CONCLUSÃO DA CHAMADA “OBRA DO SÉCULO”
Sob a gestão de Marcelo de Macedo, o Daem acelerou e praticamente concluiu a chamada “obra do século”, ou seja, as estações de tratamento do esgoto em Marília.

Em 2019, foram entregues as duas primeiras Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs), sendo a Bacia do Pombo e Bacia do Barbosa, que juntas tratam 70% do esgoto do município. A obra da última fasea a Bacia do Palmital, a maior de todas e que tratará 30% do esgoto de Marília, segue em ritmo acelerado, devendo ser entregue ainda este ano.

A Bacia do Palmital tratará 487 litros de esgoto por segundo com duas lagoas de aeração e quatro de decantação. A obra está sendo construída na Zona Leste ao lado do distrito de Dirceu, em uma área total de 157 mil metros quadrados e vai beneficiar mais de 110 mil moradores nas regiões Leste e Norte. As obras também geram dezenas de empregos diretos e indiretos.

“Um trabalho da atual gestão em parceria com a Replan, uma empresa genuinamente mariliense que venceu as licitações. Recursos bem investidos com seriedade e responsabilidade que beneficiam diretamente a população com melhor qualidade de vida. Esse trabalho também possibilita a Marília obter o Selo Verde, que garante exportações dos produtos de nossas indústrias”, explicou Marcelo.


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*