Maria Augusta Ramos, diretora de O Processo, participa de debate

Nesta terça-feira (12), a partir das 19h, a cineasta Maria Augusta Ramos visitaria o Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé, em São Paulo, para falar sobre o filme O Processo.

Foto: Alessandro Dantas

 

Premiado na Europa, o documentário retrata os bastidores do impeachment da presidenta democraticamente eleita Dilma Rousseff. Na ocasião, Maria Augusta Ramos dialogaria com blogueiros, jornalistas e demais interessados. A entrada seria livre.


Em cartaz nas salas de cinema do Brasil desde o dia 17 de maio, o documentário conta a história do processo ilegal e farsesco que depôs Rousseff através de uma linguagem influenciada pelo cinema de ficção. Aclamado internacionalmente, o filme arrancou aplausos no consagrado Festival de Berlim, além de ter conquistado o prêmio de melhor longa-metragem no Festival Documenta Madri, na Espanha, e escolhido como melhor longa-metragem tanto pelo público quanto pelo júri do festival IndieLisboa, em Portugal.

Nascida em Brasília (DF), Maria Augusta Ramos é formada em academias de cinema da Holanda. Segundo ela, o principal desafio de O Processo foi o de construir um enredo razoável dentro de um universo repleto de absurdos. “Lutei para não banalizar. No momento em que filmo, filmo tudo e me livro de preconceitos”.

Fonte: Barão de Itararé

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*