Últimas

Máscaras superfaturadas – PREFEITURA VAI À POLÍCIA CONTRA ‘DENUNCIAÇÃO CALUNIOSA’

Compartilhe

PRÁTICA DE CRIAR ‘ILEGALIDADES’ E REPERCUTI-LAS NA IMPRENSA SERIA PARA BENEFICIAR GRUPO DE OPOSIÇÃO

©fotos/texto da assessoria de imprensa da prefeitura de Marília

 

A alegada compra superfaturada de máscaras descartáveis pela Secretaria da Saúde de Marília levou a Prefeitura a fazer representação à Delegacia Seccional por denúncia caluniosa. O caso foi levado ao conhecimento da polícia na manhã desta quinta-feira (21) contra o autor da falsa denúncia, Eduardo Garcia, popularmente chamado de Alemão Lobato. Também é citado o radialista e empresário Giroto Filho, por falsas acusações como esta para atacar a Administração e o prefeito Daniel Alonso em jornal e rádio.
Alemão e Giroto estariam a serviço de grupo político cujo líder foi prefeito e deputado, e pretende disputar as eleições deste ano. A Administração aguarda apurações do inquérito policial para tomar as providências cabíveis, não descartando ação judicial pela reiterada prática de abuso do poder econômico e dos meios de comunicação com finalidade eleitoreira. Aliás, integrantes do grupo e Giroto já foram condenados em ação de 2016 pelas mesmas práticas. Alemão, nesse caso, seria apenas ‘bate-pau’ desse grupo, segundo o linguajar político.
O grupo é useiro e vezeiro na criação de factoides, publicados em jornal e comentados em emissoras de rádio no dia seguinte, sempre na forma de ataques a adversários políticos. A prática não resultou apenas em condenações judiciais, mas já levou inclusive à lacração de jornal e rádios pela Polícia Federal. Naquela ocasião, as investigações envolveram ‘laranjas’ como donos de grupo de comunicação de propriedade de políticos da cidade, desencadeando a Operação Miragem e um dos maiores escândalos político-policiais da história de Marília.


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*