Paulo Guedes, economista e já indicado ministro da fazenda, se eleito Bolsonaro, é investigado sob suspeita de fraude

André Valentim/Divulgação: <p>Paulo Guedes</p>

O Ministério Público Federal (MPF) acusa o economista Paulo Guedes, guru de Jair Bolsonaro (PSL), de se associar a executivos para praticar fraudes em negócios com fundos de pensão de estatais; em seis anos, ele captou R$ 1 bilhão em operações suspeitas; um procedimento investigativo criminal ainda apura se o economista cometeu os crimes de gestão fraudulenta ou temerária; Guedes também é investigado por possível emissão de títulos sem lastros para negociar recursos de sete fundos; ao mesmo tempo, programa de governo bolsonarista e eventuais ministros cogitados têm como um dos eixos o benefício à empresa de investimentos do ‘Posto Ipiranga’

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*