Últimas

Prefeito Daniel Alonso, em parceria com o Governo do Estado de SP, inaugura escola na zona sul

Compartilhe

 

Com capacidade para 150 crianças, Emei Profª. Nilze Scarano Manso – Catavento – tem forte impacto positivo na comunidade do Nova Marília II e imediações

 

O prefeito Daniel Alonso, acompanhado de autoridades do Governo do Estado de São Paulo, inaugurou oficialmente nesta quinta-feira, dia 17, a Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Profª. Nilze Scarano Manso – Catavento, localizada na zona sul da cidade. No mesmo ato, foi entregue também duas unidades escolares do município de Salto Grande, na microrregião de Ourinhos.

O atendimento aos alunos teve início no último dia 23 de setembro para crianças entre quatro meses e dois anos de idade. Já estão sendo atendidas 60 crianças e, a partir do ano letivo de 2020, a Emei atenderá até 150 alunos.

Prédio moderno, com acessibilidade e eficiência energética – ventilação e iluminação – fica em um amplo terreno da rua Cides Aprígio Ferreira, Nova Marília II. A escola foi construída por meio de convênio com o Governo do Estado de São Paulo, através de parceria com o FDE (Fundação para o Desenvolvimento da Educação).

PARCERIA

Desde 2011, em regime de colaboração, o Estado e os municípios paulistas celebram convênios que permitem a construção de escolas como a Emei Catavento e as duas unidades escolares de Salto Grande.

Por isso, a solenidade de inauguração trouxe a Marília o secretário executivo da Secretaria de Estado da Educação, Haroldo Corrêa Rocha; a subsecretaria de Acompanhamento de Interior, Valesca Toledo; e o prefeito de Salto Grande, Carlinhos Ribeiro, entre outras autoridades daquela localidade.

Participaram também do ato oficial as dirigentes de ensino do Estado, Beatriz Muzi (Marília) e Silvia Maria Cantarin (Ourinhos); a presidente do Fundo Social de Solidariedade e primeira-dama de Marília, Selma Regina Mazuqueli Alonso; o presidente da Câmara Municipal, Marcos Rezende, servidores da Educação e de outras pastas, secretários municipais e assessores.

O legislativo foi também representado pela vereadora Professora Daniela, que faz parte do quadro de servidores da Educação Municipal. Familiares da professora patrona, Ilze Scarano, acompanharam a solenidade.

A filha Ligia Beatriz Ribeiro Manso emocionou-se durante a cerimônia, que contou também com a presença de Ana Flávia de Oliveira, filha da professora Maria de Fátima Antonangelo de Oliveira, patrona da escola construída em Salto Grande.

O secretário municipal da Educação e anfitrião do evento, Helter Bochi, deu boas-vindas aos presentes ao lado da auxiliar de direção Renata Barbosa Viana. Ambos destacaram o empenho da gestão para concluir e entregar a unidade escolar, superando obstáculos burocráticos, aproximando município e Estado e consolidando o investimento.

INVESTIMENTO

Dos 25 funcionários, conforme explicou a diretora, 20 foram admitidos em concurso público recente, o que demonstra o empenho a administração em ampliar a estrutura da rede, levar assistência em Educação a maior número de famílias e manter serviços públicos de qualidade, mesmo no cenário de retração de arrecadação.

O prefeito Daniel Alonso reforçou compromissos com a população, destacou a gestão descentralizada e transparente, que está entregando resultados à população nas mais diversas áreas.

DEPOIMENTOS

A nova escola na zona sul trouxe alívio para mães como Miriele Martins, de 30 anos. Ela tem três filhos, sendo que um deles convive com crises de epilepsia. Antes da Emei Catavento, a filha vitória (um ano e sete meses) estava na Emei Nossa Senhora da Glória, distante quase dois quilômetros da residência da família, no CDHU.

“Ficou muito bom para a gente, porque está mais perto de casa. Antes era uma correria muito grande, uma dificuldade mesmo. Eu não estava conseguindo conciliar os horários”, disse a mãe.

A faxineira Aline Cristina Letizio, 30 anos, também mora no Nova Marília e conseguiu a transferência de sua filha. “Minha menina já estava em uma escola boa, mas aqui é ainda maior, com mais estrutura. Nós, pais e mães, estamos muito satisfeitos”, afirmou.

MAIS VAGAS

Na Educação, a Prefeitura de Marília já reinaugurou, após reformas, as Emeis Favo de Mel (bairro Palmital) e Sítio do Pica-Pau Amarelo (Coimbra), além da Emef Paulo Freire (Teotônio Vilela).

Além disso, instalou as novas Emeis Clara Luz (Maracá), Catavento (Nova Marília II) e Flauta Mágica (Jardim Cavallari). A última, ainda será inaugurada oficialmente.

Se considerada apenas a faixa etária de quatro meses a três anos, foram acrescidas à rede 440 novas vagas em menos de dois anos. A criação de novas classes impactou positivamente em nove escolas municipais de Educação Infantil na cidade.

 

 

Fotos: Mauro Abreu e Júlio César de Carlis/PMM


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*