Primeira Mão: Governador eleito Dória anuncia parte do secretariado

A assessoria de imprensa do governador eleito do estado de S. Paulo, João Dória Jr., encaminhou ao portalmariliense.com, o curriculo de parte do  novo secretariado que irá reger os destinos do estado a partir de 2019.

Confira nesse material exclusivo:

 

ROSSIELI SOARES –  SECRETÁRIO ESTADUAL DA EDUCAÇÃO

 

Rossieli Soares da Silva, 40 anos, é advogado e mestre em Gestão e Avaliação Educacional pela Universidade Federal de Juiz de Fora, Minas Gerais. Nomeado Ministro da Educação em abril deste ano, exercia o cargo de Secretário de Educação Básica do Ministério da Educação, desde maio de 2016.

 

Foi Secretário de Estado de Educação do Governo do Amazonas e Presidente do Conselho Estadual de Educação do Amazonas no período de agosto de 2012 até maio de 2016.

Foi vice-Presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação e Secretário Executivo de Gestão da Secretaria de Estado de Educação Governo do Amazonas, de 2011 a 2012.

 

Participou ativamente da reformulação do Novo Ensino Médio, sancionada em fevereiro de 2017, e das discussões sobre a Base Nacional Comum Curricular da educação infantil e do ensino fundamental, homologada pelo MEC em dezembro de 2017, bem como da Base Nacional Comum Curricular do Ensino Médio.

 

Rossieli Soares nasceu em Santiago, no Rio Grande do Sul, é casado e tem um filho.

 

 

SÉRGIO SÁ LEITÃO – SECRETÁRIO ESTADUAL DE CULTURA 

 

 

Nascido no Rio de Janeiro, tem 51 anos e exerce desde julho de 2017 a função de Ministro de Estado da Cultura. Foi CEO da produtora Escarlate Audiovisual, diretor da Ancine e do Cine Odeon. Liderou o processo de transformação da produtora AfroReggae Audiovisual em S/A, com a elaboração de um plano de negócios, a entrada de um grupo de investidores liderado por Armínio Fraga e a expansão das atividades da empresa.

 

É graduado em Jornalismo pela Escola de Comunicação da UFRJ (1988). Integrou os Conselhos de Administração da RioFilme, da Fundação Planetário do Rio e da Fundação Orquestra Sinfônica Brasileira. Foi assessor da Presidência do BNDES (2006/2007), onde coordenou a criação do Departamento de Economia da Cultura e do Programa para o Desenvolvimento da Economia da Cultura. Também exerceu as funções de Chefe de Gabinete do Ministro da Cultura e de Secretário de Políticas Culturais do MinC, na gestão de Gilberto Gil.

 

Na iniciativa privada, foi consultor de várias empresas e trabalhou na Clear Channel Entertainment), na Rio Bravo Investimentos, na Folha de São Paulo, no Jornal do Brasil e no Jornal dos Sports.

 

 

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*