Ranking de Competitividade dos Municípios 2020 lançado hoje tem deputado federal Geninho Zuliani como embaixador

Compartilhe


Resultado da pesquisa foi divulgado hoje durante webinar, promovido pelo Centro de Liderança Pública

por Andrea Inocente, da Comunicação Estratégica

São Paulo, 19 de novembro de 2020 – O CLP (Centro de Liderança Pública) divulgou nesta quinta-feira, dia 19/11, durante um webinar os resultados da primeira edição do Ranking de Competitividades dos Municípios 2020, que teve como embaixador e grande incentivador do projeto o deputado federal Geninho Zuliani (DEM/SP). O levantamento apresenta a realidade socioeconômica das 405 cidades brasileiras com mais de 80 mil habitantes.

Segundo o CLP, o estudo, feito em parceria com a Gove e Sebrae, teve como objetivo mostrar como a competição no setor público é um elemento fundamental à promoção da justiça, equidade e desenvolvimento econômico e social dos municípios para garantir serviços públicos de mais qualidade à população.

“Foi uma honra incentivar e ser considerado embaixador deste estudo tão importante que visa promover base para que as lideranças públicas possam enfrentar os problemas mais urgentes pertinentes a sua área de atuação”, afirma Geninho.

Ranking
Na primeira edição do Ranking de Competitividade dos Municípios, foram avaliados os municípios brasileiros com população superior a 80 mil habitantes com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2019. Ao todo, 405 cidades compõem o levantamento, correspondendo a 59,45% da população brasileira (124,94 milhões de habitantes).

Os municípios foram avaliados, segundo o CLP, a partir de 55 indicadores, distribuídos em 12 pilares temáticos e três dimensões consideradas fundamentais para a promoção da competitividade e melhoria da gestão pública das cidades brasileiras – Sustentabilidade Fiscal, Funcionamento da Máquina Pública, Acesso à Saúde, Qualidade da Saúde, Acesso à Educação, Qualidade da Educação, Segurança, Saneamento e Meio Ambiente, Inserção Econômica, Inovação e Dinamismo Econômico, Capital Humano e Telecomunicações.

“Esses dados serão fundamentais para os futuros gestores públicos, recém-eleitos e mesmo os que continuarão nos cargos possam realizar um planejamento estratégico semestral com base em metas e ações a serem adotadas nos primeiros meses de governo. O ano de 2021 será muito difícil em termos econômicos. O Brasil terá uma dívida de R$ 800 bilhões, situação que não será fácil par os prefeitos, por isso é recomendada cautela”, frisa o deputado.

Para acessar o Ranking, clique em https://bit.ly/3lOuCmH.


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*