REDE DE REABILITAÇÃO LUCY MONTORO, por Aline Moraes

REDE DE REABILITAÇÃO LUCY MONTORO

Vocês que acompanham minha coluna sabem o que ocorreu comigo em julho passado durante um processo cirúrgico, pois bem, desde então, faço continuamente exercícios de alongamentos em minha casa e desde janeiro faço parte do programa no Centro de Reabilitação Lucy Montoro de Marília.

A reabilitação é um serviço da área de saúde (de um campo de vista mais amplo). É um processo singular de cada pessoa com deficiência. A pessoa com deficiência pode e deve acessar serviços de reabilitação de acordo com sua necessidade.

A habilitação ou a reabilitação é direito de todos, garantido pela lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015, que diz em seu capítulo II DO DIREITO À HABILITAÇÃO E À REABILITAÇÃO, Art. 14. Tem por objetivo o desenvolvimento de potencialidades, talentos, habilidades e aptidões físicas, cognitivas, sensoriais, psicossociais, atitudinais, profissionais e artísticas que contribuam para a conquista da autonomia da pessoa com deficiência e de sua participação social em igualdade de condições e oportunidades com as demais pessoas.

A reabilitação é um processo longo, porém não é sem fim, mas que vai acontecendo em determinados momentos com início, meio e fim. Depois ele pode recomeçar com outros objetivos.

Habilitar ou reabilitar não quer dizer que a pessoa com paraplegia, por exemplo, vai andar, mas vai trabalhar suas capacidades físicas, psíquicas, sociais e profissionais para que o torne o mais independente possível, levando em consideração suas limitações. Sendo assim, a ideia de sucesso em habilitação ou reabilitação não pode estar presa à recuperação funcional. A questão da funcionalidade motora, sensorial ou intelectual não é de fato o objetivo final da reabilitação. A reabilitação busca também a inserção e participação social.

Todo esse processo é difícil também para a família, uma vez que, muitas vezes, tinha um ente independente e de repente fica dependente, necessitando de um cuidador e devendo haver uma reorganização familiar. Este cuidador será peça fundamental para estimular a autonomia e independência da pessoa com deficiência. Devido a isso o Centro de Reabilitação sensibiliza a importância do envolvimento dos familiares e/ou acompanhantes durante o processo de reabilitação.

As pessoas com deficiência podem contar também com as tecnologias (cadeiras de rodas, cadeira de banho, guindaste ortostático, colete cervical, bengala, computadores e softwares, dentre outros) para ajudar em suas atividades diárias proporcionando melhor qualidade de vida e independência.

O Centro Reabilitação Lucy Montoro de Marília conta com um espaço moderno: salas bem equipadas, aparelhos de última geração, conta com uma equipe multidisciplinar, com profissionais especializados e qualificados para melhor atender as necessidades dos pacientes contribuindo para o desenvolvimento de suas potencialidades e assim retornar da melhor maneira possível suas rotinas em casa, trabalho, escola e lazer. É bom ressaltar que trabalha na singularidade de cada paciente: em suas necessidades e potencialidades a fim de promover a autonomia e o protagonismo das pessoas com deficiência.

O trabalho do Serviço Social é dinâmico: através de atendimento individual para identificar as demandas da pessoa com deficiência e viabilizar a efetivação dos direitos básicos; e atendimentos em grupos que visam à interação, promover reflexão, permitir o compartilhar de saberes e experiências, promover maior participação das pessoas com deficiência, transmitir informações sobre os direitos sociais como: saúde e de assistência social e dos benefícios e serviços de políticas públicas, atividades culturais e de lazer.

A fisioterapia, o condicionamento físico e a terapia ocupacional desenvolvem seus trabalhos a fim de promover melhor qualidade de vida dos pacientes, florescendo suas potencialidades. Proporciona maior independência, segurança para acompanhar familiares e amigos em atividades do cotidiano, lazer e trabalho, melhora a autoestima e promove melhor convívio e participação social.

As pessoas com deficiência encontram na reabilitação uma via para reorganizar o seu cotidiano e uma nova forma de viver e ver a vida.

Maiores informações sobre a Rede de Reabilitação Lucy Montoro no site: http://www.redelucymontoro.org.br/.

Aline Marcela de Moraes, Psicóloga, Técnica em Segurança do Trabalho, Técnica em Administração de Empresa. Psicóloga Clínica em consultório particular desde 2016 – CRP: 06/130716 – Facebook: /ammpsicologa – e-mail: alinemarcela_moraes@hotmail.com – Fone: (14) 99679-2161.

 

 

 

 

 

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*