Santander cortou 2.045 postos de trabalho durante a pandemia

Compartilhe


source

Brasil Econômico

Ssntander
João Paulo Chagas/Wikipedia

Ssntander

Os dados dos balanços contábeis do  Santander do primeiro trimestre e do terceiro trimestre mostram que o banco – que é o terceiro maior privado do país -, cortou 2.045 postos de trabalho e fechou 183 pontos de atendimento desde o começo de abril. Os números foram divulgados em reportagem do UOL nesta terça (27).

No mês de abril, os efeitos do isolamento social para conter a pandemia de Covid-19 começaram a impactar a economia brasileira.

O número de empregados do Santander caiu de 47.192, em 30 de março de 2020, para 45.147, em 30 de setembro, enquanto a rede de agências diminuiu de 2.259 para 2.168.

Os postos de atendimento (PABs) também foram reduzidos, de 1.508 para 1.416.

O lucro líquido do Santander  no período aumentou 1,3%, chegando a R$ 3,9 bilhões. O número de clientes do banco subiu de 26,5 milhões, no fim de março de 2020, para 27,3 milhões, no fim de setembro – 800 mil clientes a mais entre uma data e outra.

A receita total do Santander no terceiro trimestre chegou à marca de R$ 17,179 bilhões, ante R$ 17,138 bilhões no primeiro trimestre, aumento de 0,24%. Já as despesas gerais subiram 1,5% e bateram R$ 5,4 bilhões. 


Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*