Últimas

Semana Vermelha destaca pacto pelo emprego proposto por Flávio Dino

Compartilhe

A coluna Semana Vermelha (26/07 a 01/08) destaca a proposta do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), a favor do Pacto Nacional pelo Emprego para evitar um colapso na economia. A nota triste da semana foi a despedida da vida da grande artista brasileira Tereza Costa Rego

(Foto: Gilson Teixeira/Secap)

A proposta de estadista de Flávio Dino contra a crise – Exercendo sua evidente liderança nacional, o governador do Maranhão, Flávio Dino, propôs, na segunda feira (27), em ofício ao presidente da República, um Pacto Nacional Pelo Emprego que reúna, na mesma mesa de negociação, governo federal, governadores estaduais, empresários e sindicalistas. Bolsonaro, evidentemente, não aceitou e respondeu ironicamente – mas a iniciativa de Flávio Dino se dirige às principais forças produtivas do país – trabalhadores, empresários, e governos, sendo uma proposta de estadista para unir a nação e enfrentar, de peito aberto e cabeça erguida, a grave crise econômica e sanitária vivida pelo país. O chamado de Flávio Dino coincide com a iniciativa do movimento Direitos Já, que também lançou uma proposta de programa para combater colapso na economia e fortalecer o emprego e a renda, com apoio de representantes de 17 partidos, da esquerda à direita. No momento em que a Oxfam divulga relatório que revela que os super-ricos ficam ainda mais ricos apesar da crise, é divulgada a proposta intitulada “Tributar os super-ricos para reconstruir o país”, para taxar os 0,3% mais ricos da população. Num contexto em que cresce a adesão à Carta ao Povo de Deus, onde os bispos se manifestam contra Bolsonaro. Além de várias personalidades, ela já tem a adesão de mais de mil sacerdotes católicos. A nota triste da semana foi a despedida da vida da grande artista brasileira Tereza Costa Rego, a “Joana” da clandestinidade, que se foi da vida, mas alojou-se no coração dos brasileiros.

Flávio Dino propõe pacto pelo emprego – Exercendo sua notável liderança nacional, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), propôs, em ofício que enviou, na segunda-feira (27), a Bolsonaro, um Pacto Nacional pelo Emprego, com a participação, na mesma mesa, do presidente da República, governadores, empresários e sindicalistas. Diante do que chamou de “cenário desafiador”, o pacto deve adotar medidas emergenciais de geração de emprego e renda.

Direitos Já e a luta contra o colapso econômico – Movimento Direitos Já lança programa para combater colapso na economia – O movimento reúne lideranças de 17 partidos (PSB, PSDB, PDT, DEM, PCdoB, PMDB, Podemos, Rede, PV, Solidariedade, PT, PSOL, Cidadania, PL, PSD, PTB e Novo), lançou, na sexta-feira (31), um programa com sugestões para a saída da crise econômica agravada pela pandemia: medidas como prolongar o programa de renda emergencial até dezembro de 2020; um plano de retomada do emprego; e mudanças tributárias.

Super-ricos ganham muito apesar da crise – Super-ricos brasileiros ganharam US$ 34 bilhões durante a pandemia – Relatório da Oxfam, divulgado na segunda-feira (27) mostra que 73 bilionários da América Latina e Caribe aumentaram suas fortunas em 48,2 bilhões de dólares entre março e junho de 2020; 42 entre esses bilionários são brasileiros que, juntos, tiveram suas fortunas aumentadas em 34 bilhões de dólares, revela o documento, intitulado “Quem Paga a Conta? – Taxar a Riqueza para Enfrentar a Crise da Covid-19 na América Latina e Caribe”. Um conjunto de propostas, sob o nome “Tributar os super-ricos para reconstruir o país”, propõe a taxação dos 0,3% mais ricos.

Intelectuais e mais de mil padres aderem à Carta ao Povo de Deus – Intelectuais do Projeto Brasil Nação colhem adesões a um manifesto pela Carta Ao Povo de Deus, assinada por 152 bispos e arcebispos contrários a Bolsonaro. O economista e ex-ministro Luiz Carlos Bresser-Pereira, e diversos nomes aderiram ao manifesto: Celso Amorim, Luiz Gonzaga Belluzzo, Fábio Konder Comparato, Fernando Morais, Margarida Genevois, Luciano Coutinho, Eleonora de Lucena e Maria Victoria Benevides. Até a quinta-feira (30), a Carta já havia recebido o apoio de 1.058 sacerdotes.

A arapongagem do governo contra direitos humanos – 579 pessoas teriam sido vigiadas, em sua maioria policiais e agentes de segurança estaduais e federais, e ex-secretários nacionais de segurança pública e de Direitos Humanos. O Ministério Público Federal quer informações do governo sobre a ação do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Na segunda-feira (27), entidades que atuam em defesa dos direitos humanos se manifestaram contra o dossiê do governo.

7 de Agosto, Dia Nacional de Luta – Centrais sindicais convocam Dia Nacional de Luta para 7 de agosto – Contra os desmandos do governo Bolsonaro, as centrais sindicais convocaram, para 7 de agosto, um Dia Nacional de Luta em Defesa da Vida e dos Empregos. A convocação, divulgada na terça-feira (28), é assinada por dirigentes de todas as centrais sindicais.

Movimento Negro quer o impeachment de Bolsonaro – Coalização formada por 150 organizações e coletivos do movimento negro vai pedir o impeachment de Bolsonaro por crimes de responsabilidade. “Não podemos admitir a condução de políticas públicas que aumentam a exclusão, a violência e perpetuam o racismo, como faz o atual Presidente da República”, diz o documento.

A condenação de Weintraub por falar mentiras – O ex-ministro da Educação Abraham Weintraub foi condenado, em ação movida pela UNE, por danos morais – no exercício do cargo, ele disse que as universidades públicas têm “extensivas plantações de maconha”. Foi condenado a pagar indenização de R$ 50 mil na ação coletiva movida pela UNE.

Facbook acata decisão do STF e tira do ar, no mundo, perfis bolsonaristas – O Facebook resolveu cumprir a determinação do ministro do STF Alexandre de Moraes, que mandou a empresa bloquear os perfis.

Tereza Costa Rêgo, presente! – O Brasil perde Tereza Costa Rêgo – A artista plástica pernambucana expressou o imaginário popular e as mulheres de sua terra. No início da tarde deste domingo (26), a família de Tereza Costa Rêgo anunciou sua morte. Ela tinha 91 anos de idade e permanece viva em nossos corações.

AUTOR

Compartilhe

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*