Sesi Vôlei Bauru marca presença no lançamento oficial da Superliga 2018-2019

Equipe estreará na principal competição do voleibol nacional no próximo dia 16, às 19h30, diante do Hinode/Barueri, em Bauru

Depois de conquistar o inédito título do Campeonato Paulista 2018 de maneira invicta, na última segunda-feira, o Sesi Vôlei Bauru marcou presença, nesta quinta-feira, em São Paulo (SP), na festa de lançamento oficial da vigésima-quinta edição da Superliga Feminina 2018/2019.

O evento contou com técnicos, atletas e dirigentes dos 12 times participantes: Dentil/Praia Clube, Sesc-RJ, Minas Tênis Clube, Osasco-Audax, Hinode/Barueri, Fluminense, Pinheiros, Sesi Vôlei Bauru, São Cristóvão Saúde/São Caetano, BRB/Brasília Vôlei, Curitiba e Balneário Camboriú.

A competição será inaugurada com o duelo entre o Pinheiros e o atual campeão Dentil/Praia Clube, no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo, às 21h, com transmissão ao vivo do SporTV 2. Já o Sesi Vôlei Bauru estreará diante do Hinode/Barueri no próximo dia 16, às 19h30, no Ginásio Panela de Pressão, em Bauru.

Assim como em temporadas anteriores, a Superliga Feminina 2018/2019 reunirá campeãs olímpicas, além de jogadoras com passagens importantes pela seleção brasileira. Entre os destaques está a levantadora Dani Lins, do Hinode/Barueri, campeã em Londres 2012, que retorna à competição após uma pausa de 13 meses, quando se tornou mãe da pequena Lara.

Estrangeiras e expectativas

Outra característica marcante destes 25 anos da Superliga é a participação de atletas estrangeiras das principais seleções do mundo. Nesta temporada não será diferente. Entre os destaques estão as norte-americanas Carlli Llloyd e Nicole Fawcett (Dentil/Praia Clube), as argentinas Mimi Sosa (BRB/Brasília Vôlei) e Julieta Lazcano (Curitiba), as cubanas Herrera (Pinheiros) e Palacio (Sesi Vôlei Bauru), a italiana Valentina Diouf (Sesi Vôlei Bauru), a peruana Angela Leyva (Osasco/Audax), a russa Tatiana Kosheleva (Sesc-RJ) e a polonesa Skowronska (Hinode Barueri).

“É muito motivador jogar aqui, estou muito feliz de ter vindo. Sei que o campeonato é muito competitivo e isso é o que mais me agrada. Aos poucos estou me adaptando à língua, que é um pouco parecida com o italiano. Espero me adaptar cada dia mais com o modo de jogar aqui e representar bem o Sesi Vôlei Bauru”, ressaltou a oposta italiana do Sesi Vôlei Bauru, Valentina Diouf em entrevista à assessoria de imprensa da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

Outros representantes do Sesi Vôlei Bauru no evento também falaram de suas expectativas para a competição. “O Paulista foi um campeonato muito forte, muito bom para o nosso grupo que é novo, uma parceria muito boa. Mas agora é uma competição totalmente nova. Vamos para uma disputa muito equilibrada, com muitas equipes na briga. Temos um grupo interessante, em que todas as atletas podem entrar em quadra e fazer o seu melhor. Estamos confiantes para uma boa Superliga”, destacou a levantadora Fabíola.

“Espero que a gente consiga dar continuidade neste trabalho e que possamos alçar voos maiores nessa próxima temporada da Superliga”, destacou a líbero Arlene. Por fim, o técnico Anderson Rodrigues agradeceu a união do Sesi com o Vôlei Bauru e disse esperar uma Superliga bastante parelha. “Quero agradecer não só os dois projetos que se uniram este ano e que espero que possam engrandecer ainda mais o nosso esporte, mas também a oportunidade de participar de mais uma Superliga, agora em meu segundo ano como técnico. Esperamos uma competição de altíssimo nível e bastante equilibrada.”

Além do técnico Anderson Rodrigues, da oposta Valentina Diouf, da ponteira Palacio, da líbero Arlene e da levantadora Fabíola, o Sesi Vôlei Bauru também foi representado no evento pelo supervisor Renato Tavolari.

Reunião de arbitragem

Após o evento de lançamento da competição houve um encontro entre técnicos, capitãs e jogadoras com representantes da arbitragem que atuarão ao longo da competição. Na ocasião foram tiradas dúvidas em relação a regras e conduta e os árbitros puderam esclarecer situações corriqueiras.

Para auxiliar cada vez mais a arbitragem e colaborar com o bom andamento das partidas, a Confederação Brasileira de Vôlei (CBV) colocará o sistema de desafio à disposição em todos os jogos das semifinais e finais.

Transmissões na TV e WEB

A Superliga 2018/2019 estará disponível para os amantes da modalidade através da televisão e da internet. Os jogos serão televisionados pelos canais SporTV e TV Gazeta, além do online através do site Globoesporte.com e do Canal Vôlei Brasil, da TV NSports.

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*