Tênis de Mesa: Calderano aposta na criatividade para a disputa da Copa do Mundo individual

Sexto do ranking mundial, mesatenista brasileiro é o quarto cabeça de chave da competição que será disputada na China

Hugo Calderano tem na criatividade um importante trunfo para a Copa do Mundo individual de tênis de mesa, que vem sendo disputada em Chengdu, na China, desde a noite desta quinta-feira (28.11), manhã de sexta (29.11) na Ásia. Sexto do ranking mundial e quarto cabeça de chave da competição, o carioca de 23 anos tem desenvolvido aspectos únicos em seu jogo que surpreendem adversários e encantam fãs.

Foto: Abelardo Mendes Jr./rededoesporte.gov.br

O mais famoso deles é o backhand com as duas mãos, que vem usando desde o fim do ano passado. Mais recentemente, durante período de treinos no Japão, também incorporou à sua técnica elementos do chamado estilo cato, em que o jogador utiliza muito efeito para se defender e forçar erros dos rivais.

“Esse tipo de coisa mais diferente sempre vem de mim mesmo. Acho que não tem outro jeito, tem de vir assim para ser efetivo e funcionar. Mas o que acho legal é que meus técnicos sempre me incentivam a desenvolver essa criatividade. Claro, sempre mantendo a minha base no tênis de mesa. Não posso jogar só na criatividade, mas ela pode me ajudar, como tem sido nos últimos meses”.

Apesar da empolgação provocada na torcida com suas jogadas surpreendentes, Hugo sabe que precisa de muita inteligência para explorar tais recursos. “Acho que todo mundo já conhece, principalmente o backhand com as duas mãos. E acho que os adversários já entram no jogo preparados, sim. Mas, para mim, não muda muita coisa. Isso já é parte do meu jogo e não é algo que estou inventando, querendo fazer diferente na hora. É um recurso a mais que posso usar se tiver oportunidade”, explicou.

Estreia de sexta para sábado

Por ser um dos cabeças de chave, Hugo aguarda a definição da fase de grupos para conhecer seu adversário das oitavas de final. A rodada em que o brasileiro estrearia fora marcada para começar às 23h (de Brasília) de sexta-feira. Caso avançasse disputaria as quartas na manhã de sábado (30).

Em sua terceira participação, Hugo vê a Copa do Mundo como um evento especial, já que reúne os 20 destaques das competições continentais realizadas ao longo da temporada. O fato de ser disputada na China, país em que o tênis de mesa é o esporte mais popular, também o motiva.

“São apenas 20 jogadores e o ambiente é sempre muito bom. A edição deste ano será na China, que sempre tem muitos espectadores assistindo às competições. Joguei outras duas Copas do Mundo e não fui muito bem, então isso me motiva, sim, um pouco mais. Vi como os jogos de quartas e semifinal foram interessantes. Quero chegar às fases finais e viver essa experiência”, disse.

Na Copa do Mundo, os oito melhores ranqueados são os cabeças de chave e estreiam já nas oitavas de final. Os outros 12 são divididos em quatro grupos com três atletas. Em cada chave, todos se enfrentam entre si e os dois melhores avançam para o mata-mata.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Compartilhe
RSS
Follow by Email
Facebook
Twitter
Instagram

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*