Vôlei Bauru é superado pelo Sesc RJ, em Marília

 

Jogando em Marília, equipe bauruense perdeu por 3 a 1 na oitava rodada do returno da Superliga 2017/2018

 

O Vôlei Bauru foi superado pelo Sesc RJ por 3 sets a 1 (parciais de 18/25, 27/25, 23/25 e 18/25) nesta quarta-feira à noite, no Ginásio Neusa Galetti, em Marília, em duelo válido pela oitava rodada do returno da Superliga 2017/2018. Com o resultado, a equipe bauruense está na oitava colocação com 25 pontos conquistados. O próximo compromisso do Vôlei Bauru será o Hinode/Barueri no dia 16, às 19h30, em Barueri.

O Vôlei Bauru começou a partida com a seguinte formação: Juma, Tifanny, Valquiria, Andressa, Gabi Candido, Palacio e Shara Venegas.

O primeiro set tem início equilibrado com os dois times sem conseguir abrir vantagem até o Vôlei Bauru emplacar três bloqueios consecutivos e chegar ao 11/8, quando Bernardinho pede tempo. No reinício, o Sesc RJ volta mais agressivo no saque e começa a complicar a linha de passe bauruense, permitindo ao time carioca se impor graças à melhora da eficiência do bloqueio e fechar a parcial em 25/18.

O segundo set também começa bastante parelho, mas o Sesc RJ consegue abrir vantagem de três pontos no 11/8. O Vôlei Bauru reage e empata no 11/11, depois no 13/13 e vira para 14/13 com bloqueio de Tifanny. O duelo segue equilibradíssimo até a final da parcial, quando o Vôlei Bauru chega ao set point no 25/24 e Bernardinho pede tempo. No retorno o Vôlei Bauru chega a novo set point no 26/25 e fecha no 27/25 com bloqueio.

O terceiro set começa com o Vôlei Bauru à frente abrindo 3/0 e sustentando vantagem de dois pontos até o 13/11, quando o Sesc RJ empata no 13/13 e o duelo segue ponto a ponto até a reta final da parcial. O Sesc RJ abre dois pontos no 22/20 com bloqueios de Drussyla e Monique e Fernando Bonatto para o jogo. No reinício, o Vôlei Bauru reage e empata no 23/23, mas o Sesc RJ chega ao set point no 24/23 e fecha a parcial em 25/23.

No quarto set o Sesc RJ inicia melhor e abre três pontos no 9/6, com Fernando Bonatto parando o jogo. No reinício o time carioca amplia a vantagem para cinco pontos no 11/6, sustentando a diferença até o 14/9, quando Bonatto pede tempo. Mais consistente, o time carioca aumenta a folga no placar chegando aos 18/10 e fecha a parcial em 25/18 e o jogo em 3 a 1.

As maiores pontuadoras do Vôlei Bauru no confronto foram a oposta Tifanny, com 20 pontos, a ponteira Palacio, com 14 pontos, a central Valquiria, com 11, e a levantadora Juma, com 7. O Troféu Viva Vôlei ficou com Drussyla, do Sesc RJ, que também marcou 20 pontos.

Para o técnico Fernando Bonatto, o time bauruense conseguiu equilibrar o jogo em determinados momentos, mas pecou na hora de concluir as chances oferecidas pelo time carioca. “Começamos um pouco mais lento e dentro do jogo conseguimos acelerar o ritmo e buscar o equilíbrio em cada situação que a partida proporcionou. Construímos situações muito boas, mas quando se joga contra uma grande equipe como o Sesc RJ temos de ser muito disciplinados para concluir o ponto. Melhoramos muito dentro do jogo e gostei da postura do time, mas o Sesc RJ também teve um ótimo volume de jogo, errando muito pouco e defendendo muito”, analisou Bonatto.

Comente

Seu email não será publicado. Campos marcados são obrigatórios *

*